Rock Shots: Veteranos de espírito jovem: você será um deles?

E aí, rocker! Tudo certo?
Hoje é dia de conferir a terceira edição da nossa série especial Rock Shots. Inspirados por uma brincadeira do nosso happy-hour, a ideia é desvendar ligações entre bandas, músicas, discos, eventos, cidades… enfim, curiosidades das mais diversas que, aparentemente, não possuem relação alguma.

Fica ligado pra não perder as ofertas secretas de curtíssima duração que estão escondidas na história. Elas valem somente até às 23h59 de hoje.

Adivinha quem vai gravar um acústico em CD e DVD em agosto deste ano!

Essa banda tem um jeito único de misturar rock barulhento e desenfreado com música nordestina mais parecendo uma mulher de fases.

Esse estilo de som característico é a assinatura que consagrou a banda como uma das, senão, a mais pedida nos anos 1990.

Os "lampiões do hard core" em apresentação ao vivo
Os “lampiões do hard core” em apresentação ao vivo

Raimundos  os “Ramones Imundos” -, com quase 30 anos de estrada, os caras já tocaram em tudo que é festival no Brasil e até na gringa. Pra você ter ideia, eles chegaram a dividir o palco do Monster of Rock de 1996 com ninguém menos que o Iron Maiden. É mole?

E se 30 anos na estrada já são muita coisa, o que você diria dos 41 anos (sim, quarenta e um fucking years) de carreira que os veteranos do Iron Maiden tem nas costas? É, realmente o tempo corre diferente para os deuses.

E ó, sem tirar o pé do acelerador, hein: os caras acabaram de lançar um álbum duplo, o The Book of Souls, em setembro do ano passado e emendaram uma turnê mundial gigante que incluiu o Brasil.

Bruce Dickinson e Steve Harris (carregando as chamas ao fundo) em performance ao vivo no show de São Paulo
Bruce Dickinson e Steve Harris (carregando as chamas ao fundo) em performance ao vivo no show de São Paulo

Muita gente sabe que o nome Iron Maiden vem de um instrumento de tortura medieval chamado “Donzela de Ferro”. O que pouca gente sabe é que o baixista, Stevie Harris, teve a inspiração ao assistir ao filme “The Man in the Iron Mask” (1939).

À esquerda, cena do filme The Man in the Iron Mask (1939) que inspirou o nome da banda. À direita, o instrumento de tortura medieval  Donzela de Ferro (em inglês, Iron Maiden)

A banda abraçou tanto o nome de batismo que até lançou uma música chamada “Iron Maiden”, nona faixa de seu álbum de estreia (também homônimo, de 1980), ainda com Paul Di’Anno nos vocais.

E pra fechar nossa trinca de hoje: você sabe quem também tem quase 40 anos de carreira, tem uma música com o mesmo nome da banda e passou pelo Brasil esse ano? Você não vai acreditar.

O Bad Religion! A banda californiana, que é praticamente um vivo manifesto punk rock contra a manipulação e controle causados pela religião, já conquistou seu lugar no Olimpo do Rock n’ Roll.

Gregg Graffin, vocalista do Bad Religion, dando uma verdadeira aula de punk rock em sua última passagem pelo país, em março deste ano
Gregg Graffin, vocalista do Bad Religion, dando uma verdadeira aula de punk rock em sua última passagem pelo país, em março deste ano

Sobre a música de mesmo nome, se liga nesses versos:

“Don’t you know blind faith through lies won’t conquer it?
Don’t you know responsability is ours?”

Será que, a julgar por esse trecho, a única religião possível para Greg Graffin e os integrantes do Bad Religion seria a mesma que nos une: esse tal de santo Rock n Roll?

Bandas veteranas ainda na ativa, significados por trás dos nomes de batismo e músicas com o mesmo nome das bandas que as compuseram. Curtiu essa ligação inusitada entre Raimundos, Iron Maiden e Bad Religion?

Ficamos curiosos para saber como você continuaria essa história? Escreve pra gente!

Mas antes, deixa só a gente te dar um último aviso: essas condições estarão disponíveis por apenas 24h. Recomendamos que você tire pelo menos 1 minutinho para dar uma olhada!

About Santo Rock Roadies view all posts

A equipe Santo Rock é composta por pessoas apaixonadas pelos valores e ideais da cultura Rock n Roll. São rockers que, movidos por uma paixão incondicional, acreditam que o Rock n Roll é uma das manifestações artísticas e culturais mais poderosas que existe, uma força visceral capaz de transformar vidas e mundos.

0 Comments Join the Conversation →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *