Bad Attitude: Evil connections

Fala, rocker! Tudo certo?

As últimas semanas estão intensas aqui no Santuário. Esse mês foi repleto de lançamentos aqui na Santo Rock.

Há alguns dias lançamos nossa coleção casca grossa Bad Attitude e retratamos uma porção de histórias sobre os badasses Slash, Hendrix e Jagger que estrelam as estampas.

Pois bem, rocker. Nessa costura de lançamentos, o ponto que une todos eles é a irreverência perante ao Rock N Roll. Como sempre dizemos, o Rock vai além da música. É questão de atitude. E falando em atitude, têm três caras cheios dela com história pra contar por aqui.

Então hoje vamos com as amarras históricas que ligam nossos três protagonistas da coleção Bad Attitude!


Partindo corações e quebrando tabus

Os Rolling Stones deram vida a seu som rasgado e imponente sob a influência de músicos negros do blues, como Howling Wolf e Muddy Waters – autor da canção “Rollin’ Stone” que batiza a banda.

A ferocidade eletrizante nos palcos, a sonoridade rock n roll que emanava daquele blues repaginado e milhares de pais inconformados com seus filhos e filhas amando aquela atitude rebelde, consagraram os Stones como um dos maiores nomes do Rock N Roll.

A descoberta de uma lenda

Muitos anos antes de Seattle ser considerada a capital do grunge, um garoto da cidade viria a se tornar uma lenda do Rock N Roll.

Jimi Hendrix era americano, mas consagrou seu sucesso na Inglaterra, quando foi descoberto por Brian Jones, guitarrista da formação original dos Stones.

Eis um vídeo raro do encontro entre Jimi Hendrix e os Rolling Stones (e Mick Jagger, é claro):

Inclusive, Jones foi quem apresentou a Jimi Hendrix Experience no lendário Festival de Monterey, o evento que colocou Mr. Jimi Hendrix no mapa estadunidense. 

Existe inclusive uma canção rara gravada em 1967 chamada “Ain’t Nothin’ Wrong With That“, fruto da parceria entre Jones e Jimi. Confira abaixo:

Legado com honrarias

Que Jimi Hendrix se tornou um dos maiores guitarristas de todos os tempos, não há dúvidas.

Dentre os milhares de guitarristas que prestaram homenagens ao mestre Jimi ao longo dos anos, o escolhido para uma das mais importante cerimônias em honra a Jimi Hendrix não poderia ser menos do que um dos maiores guitarristas de todos os tempos.

Junto a Steve Winwood, Mitch Mitchell e Billy Cox (respectivamente o baterista e baixista que acompanharam Jimi em grandes momentos de sua carreira), o escolhido para tocar no UK Music Hall of Fame 2005 foi Slash, que realizou uma digníssima interpretação do clássico “Hey Joe“.

“Lord knows I’m a Voodoo Child, baby!”

Em 1984, Slash também deu as caras num som de Jimi Hendrix em parceria com Zakk Wylde, onde incendiaram o palco (desta vez, não literalmente como Jimi em Monterey) com Voodoo Child.

“There’s a red house over yonder”

Slash retornou aos palcos no ano seguinte para homenagear Jimi Hendrix, com o vocalista e guitarrista Boz Scaggs em uma versão quente e envolvente do bluesão “Red House“.

É mole? Esses caras nasceram com a bad attitude em suas almas musicais. O legado de cada um deles está conectado a esse espírito livre e entregue em amor à música.

Nossa mais que merecida homenagem a eles está estampada no peito dos rockers com a verdadeira atitude Rock N Roll.

E aí, já garantiu a sua special exclusiva Santo Rock Bad Attitude? Clique aqui e leve seus ídolos com você!


É isso aí, rocker!

Tamo junto e Let’s Rock!

About Marco Sinatura view all posts

Rocker e Sócio-Fundador. Obcecado por Rock n Roll, fanático por literatura contemporânea e ferrenho defensor da cultura digital, encontrou na Santo Rock seu canal de conexão com o mundo, vivendo suas crenças, expondo suas ideias e trocando experiências com a comunidade rockeira.

1 Comment Join the Conversation →

  1. Guilherme Trovão

    Obrigado, por fazer o meu dia começar muito, mas muito legal. Over de SONZERAS !!!!!!!!!!!!!
    Vlw, Marco. obrigado.
    Abraxxxxxxx …

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *