Playlist: Black New Year

Fala, rocker! Tudo certo?

Nos últimos seis meses, a sexta-feira tem sido o dia sagrado de ouvir um som com a Santo Rock.

Ao todo, foram 31 playlists enviadas com todo o cuidado e carinho da Santo Rock para você, rocker (todas as playlists encontram-se públicas em nossos canais de Spotify e YouTube – só procurar por santorock, assim mesmo: tudo junto e em letras minúsculas).

Não poderíamos deixar de agradecer por todo o carinho ao longo do ano. A interação de vocês nos move! Os emails que a gente recebe – nos parabenizando, dando pitacos e sugestões ou até trocando figurinhas de som – fazem toda a diferença.

MUITO OBRIGADO, ROCKER!

Agora vamos ao que interessa!

Para celebrar a nossa última sexta-feira de som e fechar 2016 com chave de ouro, a nossa última playlist do ano não poderia ser outra senão a que deseja um Black New Year a todos!

Então vamos de BLACK em todas as músicas! Solta o play, rocker!



Aproveite porque é só até amanhã!

Qualquer camiseta preta em nosso catálogo por R$ 39,90! Clique aqui e garanta as suas. Mais de 50 estampas!


Black Sabbath – Black Sabbath

Em 1969, o Black Sabbath gravou a faixa homônima à banda e ao seu primeiro álbum.

Quase 50 anos se passaram e o Sabbath retornou aos palcos para o adeus às turnês mundiais. Todos os 72 shows da “The End Tour” realizados em 2016 abriram justamente com “Black Sabbath”, uma verdadeiro marco na história do heavy metal.

“What is this that stands before me?”

Segundo a banda, a canção foi inspirada por um filme e uma experiência que Geezer Butler relatou a Ozzy Osbourne.

Butler pintou seu apartamento em preto fosco e colocou vários crucifixos invertidos e alguns quadros de Satanás nas paredes. Ozzy havia dado um livro sobre bruxaria a Butler. Ele leu o livro e colocou sobre uma prateleira antes de ir dormir. Quando acordou, ele disse ter visto uma grande figura negra em pé no final de sua cama. A figura desapareceu e, quando Butler foi buscar o livro, ele tinha sumido.

Cartaz do filme italiano “I Tre volti della paura”, de 1963, que inspirou o Black Sabbath a adotar o nome da banda.

AC/DC – Back in Black

“Back in Black” é a faixa homônima ao sétimo álbum de estúdio dos australianos do AC/DC, lançado em 1980. Foi este o álbum que fez o AC/DC seguir em frente mesmo após a morte do vocalista Bon Scott, que foi substituído pelo incrível Brian Johnson, deixando um legado eterno logo em seu álbum de estreia com a banda.

Passando o bastão

No começo do ano, Johnson foi obrigado a abandonar a turnê com o AC/DC por problemas auditivos. Para substituir o vocalista, não poderia ser qualquer um. E o escolhido foi outra lenda do hardrock: Axl Rose, que segurou a barra nos últimos do AC/DC pela turnê.


Rolling Stones – Paint It Black

Esse ano, os Stones ferveram! Tocaram no Brasil no começo do ano, lançaram um álbum de estúdio e dois clipes inéditos, e Mick Jagger teve outro filho.

O clássico você já conhece. Assista ao clipe oficial e interativo com a letra de “Paint It, Black” diretamente do canal oficial dos Stones!


Led Zeppelin – Black Dog

Tinha um cachorro preto que ficava entrando e saindo do estúdio enquanto o “Led Zeppelin IV” (1971) era gravado.

Por isso, a canção que abre esse clássico eterno do Rock N Roll foi batizada de “Black Dog” pelos gigantes que caminharam sobre a terra.

https://youtu.be/jtN8oBjMr_E


Metallica – Fade to Black

Este ano o Metallica lançou seu mais novo álbum de estúdio, 10 clipes inéditos em um dia (dentre eles, um em homenagem ao eterno Lemmy Kilmister) e acabaram conquistando o primeiro lugar nas paradas de sucesso do mundo todo.

Diretamente do “Ride the Lightning” – um dos álbuns mais aclamados pelos fãs de Metallica, a primeira “balada” da banda: “Fade to Black”.


Pearl Jam – Black

Essa foi de tirar lágrimas. Relembre um dos momentos mais emocionantes da história de shows no Brasil. Ouça agora o Pearl Jam mandando a maravilhosíssima “Black” no show de 2005.


Soundgarden – Black Hole Sun

Esse som é tão foda que até o Peter Frampton regravou.

Um dos maiores hits do Soundgarden: aumente o volume e escute “Black Hole Sun”.


Beatles – Blackbird

Inspirado em “Bourée em mi menor”, de Bach, o eterno beatle, Sir Paul McCartney, compôs uma das músicas mais lindas de todos os tempos.

Sabia que a letra de “Blackbird” é uma metáfora sobre os conflitos raciais e direitos civis na América, principalmente quanto à situação das mulheres negras? Pois é. Emocionante e simbólica. Vale demais o play!


Santana – Black Magic Woman

A canção do Fleetwood Mac que virou um sucesso eterno nas mãos de um dos maiores guitarristas de todos os tempos. Viaje junto a essa versão de “Black Magic Woman” com o Santana.


Royal Blood – Out Of The Black

Essa banda de 2014 tocou no Rock in Rio do ano passado.

São só DOIS MALUCOS – o vocal no baixo e um batera – fazendo um puta som do diabo!

O Jimmy Page e o Alex Turner (do Arctic Monkeys) já declararam que curtem a banda. Além disso, o som dos caras ao vivo é idêntico às gravações de estúdio.


 


Um abraço, rocker!

About Caio Latorre view all posts

Um verdadeiro colecionador de curiosidades. I can't get no satisfaction! Lennon disse: "a genialidade é um tipo de loucura". Sejamos insanos em nome do amor ao Rock n Roll. Prazer, Latorre! "O café tá pronto?"

0 Comments Join the Conversation →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *