Playlist: Os heróis da Flying V

Fala, rocker! Feeling allright?

A nossa primeira playlist do ano é uma homenagem ao nosso amuleto exclusivo Flying V (Já garantiu o seu?) e traz 11 músicas dos caras que consagraram-se verdadeiros heróis com a Flying V em mãos.

Solta o play e confira algumas histórias e curiosidades sobre estes gênios na sequência.



Randy Rhoads (Ozzy Osbourne e Quiet Riot)

Randy Rhoads influenciou uma porrada de guitarristas virtuosos e fez escola. Literalmente!

Aos apenas treze anos, já havia formado algumas bandas. Aos quinze, Rhoads começou a dar aulas na escola de sua mãe e passou a ser professor muito requisitado.

A foto acima todo mundo conhece. É o lendário momento na carreira de Rhoads fritando no solo enquanto Ozzy o erguia em seus braços.

A cena se repetiu com um dos admiradores de Rhoads: o garoto prodígio Yuto Miyazawa, que tocou o clássico Crazy Train em alguns shows (dois, até onde conheço) de Ozzy Osbourne.

Se liga no vídeo abaixo, aos 02’55”:


Dobradinha de Michael Schenker

• It All Dependes, com o Scorpions, e Rock Bottom, com o U.F.O.

Aos apenas 16 anos de idade, Michael Schenker fundou o Scorpions com seu irmão, Rudolf Schenker, gravando e lançando Lonesome Crow, o primeiro álbum da banda, em 1972 (“It All Depends”, que está na playlist, é deste álbum).

Após um ano de banda, Schenker provou ser um exímio e habilidoso guitarrista, chamando a atenção do U.F.O. e juntando-se à banda em 1973 (Escute “Rock Bottom” a todo o volume e sinta a adrenalina que faz Schenker voar com sua Flying V neste som).


James Hetfield e Kirk Hammett (Metallica)

A Flying V é uma das guitarras favoritas de James Hetfield desde os primórdios do Metallica.

O som do Metallica que está no forno é Hardwired, do último álbum de estúdio da banda.

Já repararam qual é a primeira coisa que aparece no clipe?


Dave Mustaine (Megadeth)

Quando Dave Mustaine não está tocando em uma de suas amadas Flying Vs, geralmente não está tocando.


Kerry King (Slayer)

Só o brutal Kerry King tem uma linha exclusiva da Flying Vs personalizadas para ele.

Basta reparar na pintura estilizada e no headstock (o topo da guitarra, onde fixam-se as tarras para afinar as cordas).


K. K. Downing (Judas Priest)

K.K. Downing e Rob Halford (Judas Priest) no palco do Brisbane Entertainment Centre (Austrália) em 10 de setembro de 2008 (Foto por: Bradley Kanaris)

No clipe de “Painkiller” (clássico do Judas que está na playlist do dia), é possível ver K.K. Downing sentando a mão sem dó na Flying V pra criar um dos riffs mais emblemáticos do heavy metal.


Brent Hinds (Mastodon)

Brent Hinds está entre os maiores guitarristas da atualidade.

O primeiro álbum do Mastodon é de 2002, mas os caras tocam como se fossem “a nova cara dos anos 1970”. Beberam da psicodelia e acrescentaram muito peso ao sludge sujo e bem trabalhado que caracteriza o som da banda.


Lenny Kravitz

Isso mesmo. O Lenny Kravitz tirou grandes sons de sua Flying V no começo de carreira.

Quer uma prova de que o cara é foda?

Em 2003, o Metallica fez um mashup sensacional no VMA (Video Music Awards, uma premiação da MTV), misturando vários riffs famosos – passando por Smells Like Teen Spirit do Nirvana, Seven Nation Army do White Stripes, até Beat It do Michael Jackson.

Sabe qual som abriu essa sequência incrível? Confere aí pra ver. Tá na playlist de hoje também!

 


Albert King

Pioneiro do blues chorado com a Flying V, sua marca registrada.


Jimi Hendrix

Apesar da guitarra favorita de Jimi ser a tradicional Fender Stratocaster, o mestre da guitarra elétrica também curtia muito a Flying V.

Jimi tinha alguns modelos da guitarra, mas a que ficou mais conhecida por conta de sua pintura psicodélica foi a Gibson 1967 Flying V Usa Ri psychedelic, que ganhou um linha exclusiva signature.

A canção que está na playlist é Dolly Dagger, pois a canção tem partes gravadas com uma Flying V. Mas existe um outro grande momento da aparição da guitarra nas mãos de Jimi: em “Red House” na Ilha de Wright – o que viria a ser o último grande show da lenda.


BÔNUS: Veja outros grandes heróis da guitarra elétrica que curtiram a Flying V

Billy Gibbons, guitarrista e vocalista do ZZ Top
Dave Davies, do The Kiks – um dos primeiros guitarristas a aderir e popularizar a Flying V
O virtuoso Eddie Van Halen
Jeremy Spencer, do Fleetwood Mac
O veloz Johnny Winter
Keith Richards
Loonie Mack, outro grande herói do Rock N Roll com pegada blues na Flying V
O maluco e divertido Marc Bolan, do T-Rex | “Get it on, bang a gong!”
Neil Young
O extraordinário Stevie Ray Vaughan também tocou algumas vezes com a Flying V em homenagem a seu ídolo Albert King
wolf-hoffmann
Wolf Hoffman, do Accept, não abre mão da Flying V
Zakk Wylde demonstrando sua selvageria sangrenta na Flying V personalizada

Olha eles aí de novo

Brent Hinds, do Mastodon, com sua Flying V personalizada com corpo em acrílico ao invés da madeira tradicional
Michael Schenker tem uma coleção infinita de FLying Vs personalizadas aos cuidados do guitarrista.
Schenker e Kirk Hammett tocaram juntos com suas Flying Vs em uma das edições do That Metal Show
O brilhante Randy Rhoads e sua coleção de Flying Vs
Até a parte de trás da clássica Flying V preta de bolinhas brancas de Rhoads seguia o padrão personalizado

Últimas unidades!

Aproveite que ainda temos algumas (poucas) unidades do amuleto Flying V em estoque e garanta o seu!


Um abraço, rocker!

About Caio Latorre view all posts

Um verdadeiro colecionador de curiosidades. I can't get no satisfaction! Lennon disse: "a genialidade é um tipo de loucura". Sejamos insanos em nome do amor ao Rock n Roll. Prazer, Latorre! "O café tá pronto?"

1 Comment Join the Conversation →

  1. Danilo

    pow tá faltando o andy powell do wishbone ash… monstro !!!!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *