9 segredos em capas de álbuns de rock

E aí, rocker! Tudo certo?


NA RETA FINAL

Antes de mais nada, só lembrando que estamos com 10% OFF em todo o catálogo até o Dia dos Pais, que já é no próximo domingo.

Essa é a reta final pra você aproveitar e garantir um presente pra ele e pra você!

Agora vamos à matéria do dia!


Quando o mestre italiano Michelangelo pintou os longos 40 metros do teto da Capela Sistina (entre 1508 e 1512), ele foi muito além das percepções do olho humano à primeira vista.

Demorou quase 4 séculos até um médico perceber essas mensagens ocultas, lá pra 1900, quando publicou um artigo no “Journal of the American Medical Association” descrevendo o que viu como uma interpretação do cérebro humano na “Criação de Adão”.

Interpretação do cérebro humano na “Criação de Adão” de Michelangelo

Só em 2000, outro médico publicou um artigo numa revista médica sugerindo que Michelangelo havia incluído uma pintura de um rim em outro painel de teto.

Mas, afinal… o que isso tem a ver com o Rock N Roll?

Grandes nomes do Rock N Roll também adotaram a técnica das mensagens ocultas e esconderam mensagens na arte de capa de seus álbuns. Se liga:

Beatles – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band

O lendário divisor de águas dos Beatles, que acaba de completar 50 anos desde seu lançamento, é um dos primeiros que vem à mente quando pensamos em uma capa icônica e que desafia nosso conhecimento.

Será que você é capaz de acertar quem são todas essas pessoas e objetos na capa?

Agora você não precisa, porque a gente te conta!

1. Sri Yukteswar Gigi ; 2. Aleister Crowley ; 3. Mae West ; 4. Lenny Bruce ; 5. Karlheinz Stockhausen ; 6. W.C. Fields ; 7. Carl Gustav Jung ; 8. Edgar Allen Poe ; 9. Fred Astaire ; 10. Richard Merkin ; 11. The Varga Girl ; 12. Leo Gorcey ; 13. Huntz Hall ; 14. Simon Rodia ; 15. Bob Dylan ; 16. Aubrey Beardsley ; 17. Sir Robert Peel ; 18. Aldous Huxley ; 19. Dylan Thomas ; 20. Terry Southern ; 21. Dion ; 22. Tony Curtiss ; 23. Wallace Berman ; 24. Tommy Handley ; 25. Marilyn Monroe ; 26. William Burroughs ; 27. Sri Mahavatara Babaji; 28. Stan Laurel ; 29. Richard Lindner ; 30. Oliver Hardy ; 31. Karl Marx ; 32. H.G. Wells ; 33. Sri Paramahansa Yogananda ; 34. Anônimo ; 35. Stuart Sutcliffe (integrante da primeira formação dos Beatles) ; 36. Anônimo ; 37. Max Miller ; 38. The Pretty Girl ; 39. Marlon Brando ; 40. Tom Mix ; 41. Oscar Wilde ; 42. Tyrone Power ; 43. Larry Bell ; 44. Dr. David Livingston ; 45. Johnny Weissmuller ; 46. Stephen Crane ; 47. Issy Bonn ; 48. George Bernard Shaw ; 49. H.C. Westermann ; 50. Albert Stubbins ; 51. Sri lahiri Mahasaya ; 52. Lewis Carrol ; 53. T.E. Lawrence ; 54. Sonny Liston ; 55. The Pretty Girl ; 56. Boneco de cera de George Harrison; 57. Boneco de cera de John Lennon; 58. Shirley Temple ; 59. Boneco de cera de Ringo Starr; 60. Boneco de cera de Paul McCartney; 61. Albert Einstein ; 62. John Lennnon segurando uma tromba (instrumento musical); 63. Ringo Starr segurando um trompete; 64. Paul McCartney segurando um corne inglês (instrumento musical); 65. George Harrison segurando uma flauta; 66. Bobby Breen ; 67. Marlene Dietrich ; 68. Mohandas Ghandi ; 69. Legionário da Ordem dos Buffalos; 70. Diana Dors ; 71. Shirley Temple ; 72. Boneca de pano de uma vovó feita por Jann Haworth; 73. Boneca de pano de Shirley Temple feita por Haworth; 74. Castiçal mexicano; 75. Televisão da época; 76. Figura de pedra de uma garota; 77. Figura de pedra; 78. Estátua pertencente à casa de John Lennon; 79. Troféu; 80. Boneca indiana de quatro braços; 81. A lendária pele de bateria desenhada por Joe Ephgrave; 82. Hookah ; 83. Cobra de veludo; 84. Figura de pedra japonesa; 85. Figura de pedra da Branca de Neve; 86. Gnomo de jardim; 87. Tuba;


The Rolling Stones – Their Satanic Majesties Request (1967)

Lançados no mesmo ano e fotografados pelo mesmo artista, Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band e Their Satanic Majesties Request compartilham semelhanças que vão além da estética.

Músicas psicodélicas e capas coloridas marcaram ambos os álbuns, mas a trupe do Rolling Stones – que, inclusive, admitiu estar sob efeito de LSD no instante da foto –, foi um pouco mais longe: dá para ver imagens de todos os membros dos Beatles escondidas no LP.

Se liga:

Os garotos de Liverpool escondidos na capa de um álbum dos Stones

Motörhead – Sacrifice (1995)

Já reparou que a língua do War Pig (o mascote do Motörhead) está um pouco… fálica?

O artista responsável pela capa é Joe Petagno, que disse o seguinte sobre o conceito da capa:

“… eles fizeram tudo o que estava ao seu alcance para se livrar dessa genitália [a língua]. É incrível como os órgãos genitais podem irritar as pessoas. Esta é uma piadinha minha e do Lemmy. Nós gostamos de órgãos genitais e ‘Another Perfect Day’ [o 6º álbum de estúdio do Motörhead] teve o pau duplo de cachorro que a gente zoava. A capa é a seguinte: as hordas são enviadas para o inferno, onde eles merecem estar. Bem como as batalhas intermináveis, o ódio, a guerra, a ignorância.”

Petagno, que – além do Motörhead – já trabalhou com gigantes como Pink Floyd, Led Zeppelin, Nazareth, Sweet e Sodom é um artista de opiniões fortes e completa:

“As pessoas pensam que sou anti-religioso, e eu sou. As pessoas pensam que eu sou anti-Estado, e eu sou. As pessoas pensam que eu sou anti-guerra, eu sou. Eu sou anti qualquer coisa que irá entrar no caminho de um indivíduo se tornar completo. Minhas opiniões não são provocar pessoas para que se matem. Estou tentando curar a fenda entre o homem e o espírito. Sou um assustador. Estou tentando assustar as pessoas de volta à estrada [da justiça e da liberdade]… “

Se liga nesse trecho do documentário sobre os trampos do Joe Petagno já abrindo com esse discurso sobre a arte do Sacrifice do Motörhead:


Whitesnake – Trouble (1978)

Fato muito semelhante à capa de Sacrifice do Motörhead é a teoria de que a língua da cobra estampada em Trouble do Whitesnake seria, na verdade, uma vagina.

A banda nunca declarou se é de fato ou não, mas, levando em consideração os atributos do Whitesnake, é bem provável que sim, não acha?

O mesmo é dito sobre o álbum “Come An´Get It”, de 1981.


Harry Nilsson & John Lennon – Pussy Cats (1974)

A parceria entre John Lennon e Harry Nilsson culminou no álbum Pussy Cats. Com produção do próprio Lennon, o LP representa uma era de 18 meses conhecida como Lost Weekend (fim de semana perdido, em tradução livre), marcada por drogas e álcool na vida de ambos os músicos.

Como piada interna, a capa exibe a palavra “drogas” escrita da maneira subliminar: a junção dos bloquinhos estampados com um D e um S, divididos por um tapete (rug, em inglês), compõe a palavra “drugs”.


Alice Cooper – DaDa (1983)

DaDa é um álbum que tem duas curiosidades por trás de sua concepção: Cooper não lembra de ter gravado o CD, por conta do uso de drogas, e o cantor era bem amigo de Salvador Dali, o que resultou na capa que usa uma das obras do artista.

A ilusão de óptica é causada pela imagem de dois homens parecidos com Cooper criando a silhueta da cabeça de um idoso. A imagem é proveniente de uma modificação de um quadro de Dali feito em 1940.


Def Leppard – Retro Active (1993)

Uma recriação da obra do famoso ilusionista óptico Allan Gilbert, intitulada como “All is Vanity” (“Tudo é Vaidade”, em tradução livre), foi escolhida para a capa de Retro Active.

A pintura de uma mulher se olhando no espelho remete ao formato de uma caveira quando vista de longe.

Vale ressaltar que a mesma ilustração já havia sido utilizada como inspiração em “Stretcher Case Baby/ Sick of Being Sick” do The Damned, em 1977, e foi influência para “Devil’s Got a New Disguise”, do Aerosmith, em 2006.

Capa do single “Devil’s Got a New Disguise” (2006) do Aerosmith

Santana – Santana (1969)

O álbum de estreia do Santana é estampado com a imagem de um leão abrindo a boca. A figura, porém, é composta por um caleidoscópio humano: o rosto do animal é composto por nove faces, e as pernas de uma garota estão localizadas logo abaixo da cara do felino.


Greateful Dead – Aoxomoxoa (1969)

A cabeça da Dead Skull (mascote do Greateful Dead) dá a impressão de um pênis fecundando um óvulo.

Ainda, ao lado, vemos um bebê dentro de um ovário e representações de mulheres nas árvores.

Toda essa demonstração do ato reprodutório iniciou as referências ao sexo nas capas de disco de Rock.

Courtney Love, será? Cuidado com os rumores!

Ainda sobre este álbum, rolou uma história de que a garotinha na contracapa seria Courtney Love.

Não, ela não é Courtney Love!

Na verdade, a garotinha é Stacy Kreutzmann, filha do baterista Bill Kreutzmann do Greateful Dead.

Abaixo, a lista de quem é quem pra evitar novos rumores.


E aí, rocker, sabia dessas? Conhece mais alguma? Manda aí pra gente nos comentários ; )


Um abraço, rocker!

About Caio Latorre view all posts

Um verdadeiro colecionador de curiosidades. I can't get no satisfaction! Lennon disse: "a genialidade é um tipo de loucura". Sejamos insanos em nome do amor ao Rock n Roll. Prazer, Latorre! "O café tá pronto?"

2 Comments Join the Conversation →

  1. Matheus Tavares

    POHA!! Tenho esse album do Motorhead tem uns 3 anos e num percebi esse caralho estampado no warpig kkkkkkkkkkkk

    Ótimo post, como sempre!!!!!!!!

    Reply
  2. Gentil

    Faltou o álbum todos os olhos de Tom Zé, Embora não seja do gênero Rock é emblemática a bolinha de gude no toba estampando a capa. Uma forma de protesto contra a ditadura militar no Brasil. Quer mais Rock Roll do que isto?

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *